Operação Férias 8: vamos ao Zoo? :)

 

Esses dias de tempo aberto pedem passeios ao ar livre. E quem está em São Paulo (ou cidades bem próximas) acaba, inevitavelmente, pensando no Zoológico como um destino interessante para um programa de dia inteiro! 

Por mais que todo mundo já tenha visitado o Zoo pelo menos uma vez na vida e não se tratar de nenhuma novidade, resolvemos colocar alguns pitacos mesmo assim... Vai que ajuda alguém, né? :p

 

Por quê visitar o Zoo agora em julho? Não vai estar entupido de gente?

Vai. Vai ter muuuita gente, sem nenhuma dúvida. Fomos na última sexta-feira e pegamos fila para entrar, para comer, etc... Mas quer saber? Não é nada absurdo, não. Já peguei dias muito mais movimentados em janeiro ou na semana da criança, em outubro.

Julho tem, ainda, a vantagem do clima ameno. Esse inverno está mais pra primavera, mas mesmo assim a temperatura passa longe dos 40ºC do nosso verão tropical. Fica muito mais tranquilo dividir o espaço com diversas outras famílias se há um ventinho amigo e uma sombra para chamar de nossa. 

 

Algumas dicas podem ajudar a visita a ser ainda mais interessante, tranquila e, por que não, econômica. 

 

Dica #1: Chegue CEDO. Se o Zoo abre às 9 horas, programe-se para estar lá de quinze a dez minutos antes. Nem tanto pela fila da bilheteria, e mais pelas vagas no estacionamento... Já aconteceu de dirigirmos 15 km, chegarmos lá e... não havia mais onde estacionar! Nem preciso dizer que a CET está por toda parte e que não convém parar em lugar proibido, né?... Então. Mais vale madrugar um pouco do que parar na Conchinchina. Sério. 

 

Dica #2: Leve lanche. Encare como um piquenique, não como "farofada"... E o motivo é simples: as coisas para comer são caras por lá, e nem sempre são as opções mais saudáveis da face dessa terra querida. Melhor para o bolso e para o corpo, prepare um lanchinho saudável e manda bala!!! Ah, sim! Há alguns bebedouros estrategicamente espalhados para você reabastecer seu squeeze. Não se esqueça de levá-lo! 

 

Dica #3: Indispensável na mochila: protetor solar. Melhor prevenir do que remediar. E pode levar os menorzinhos também, com toda a bagagem necessária, pois há locais apropriados para trocas de fraldas. 

 

Dica #4: Visite a exposição dos dinossauros. É bem bacana! Com sons e movimento, as reproduções QUASE enganaram a Peeps. Tive até que mostrar onde estava a caixa de som!!! Vale avisar que as biheterias 1, 2 e 3 são os locais onde compramos os ingressos para o Zoo e para a exposição ao mesmo tempo. Há, ainda, uma sessão de cine 4D, com ingressos adquiridos à parte. Dessa vez, não fomos. Quem foi, conte para nós o que achou! ;)

 

Dica #5: Se seu pequeno ou pequena não está habituado a andar... leve o carrinho. De verdade. O lugar é imensooo, com diversas subidas e descidas, e a caminhada pode ser puxada para as pequenas perninhas. A Peeps quaaaaase não aguentou... E olha que é uma mochileira escolada! Independente de carrinho ou não, coloque tênis nas crianças... e vá de tênis também! 

 

Dica #6: Procure visitar os felinos à tarde, quando estão mais ativos. Perto da hora do almoço (entre 11h30 e 14h), quando o sol está mais a pino, possivelmente estarão dormindo em suas tocas. E sabemos que tigres e leão são animais muito esperados pelas crianças!

 

Não deixe de visitar as girafas, há um filhote fofinho por ali!!!

 

Quer saber tudo sobre horários, preços, etc, etc? Clica aqui, no site do Zoo!!! :)

 

 

por Clau Nicolau - 20 de julho de 2015

DSCN6133
DSCN6133

DSCN6133
DSCN6133

1/1